Seguro Desemprego 2017

Devido a instabilidade política e econômica do Brasil, muitas demissões (que já ocorreram e que ainda irão ocorrer) e a baixa oferta de empregos, o desemprego no país só tende a aumentar, fazendo com que o Seguro Desemprego seja um dos benefícios mais solicitados em 2017.

O Seguro Desemprego 2017 é uma garantia temporária para o trabalhador que tenha sido demitido sem justa causa. É um dos benefícios trabalhistas mais importantes para manter a tranquilidade enquanto o empregado não tiver outro trabalho, uma nova fonte de renda.

Saber tudo sobre o Seguro Desemprego, nos dias atuais, é extremamente importante. É fundamental para que quando você precise usar esse benefício, já saiba todos os passos a serem tomados e consiga com mais facilidade esse benefício e assim ter mais tranquilidade ao ser demitido.

Função do Seguro Desemprego 2017

O Seguro Desemprego 2017 tem o objetivo de garantir assistência financeira temporária ao trabalhador que tenha sido demitido sem motivo grave. A função do seguro desemprego é dar mais tranquilidade e oferecer uma fonte de renda para o cidadão que acabou de perder o emprego, e ele possa manter suas contas em dia.

O seguro desemprego é temporário e não fica a sua disposição até que você consiga um novo emprego, Ele é concedido por um período máximo de 4 (quatro) meses, de forma contínua ou alternada, a cada período aquisitivo de 16 (dezesseis) meses, contados da data de dispensa que deu origem à primeira habilitação. Passando o período máximo, para ter direito a um novo seguro desemprego, você deverá ter trabalhado no mínimo 16 meses com a carteira assinada.

Direito ao seguro Desemprego 2017

Em 2015, a Lei 7.998 de 11 de janeiro de 1990 que regulamenta o Seguro Desemprego, teve mais algumas alterações. Novas regras foram inseridas e algumas revogadas, tornando a concessão do benefício para desempregado um pouco mais difícil.

Para ter direito ao benefício, o trabalhador deve, além de ter sido demitido sem justa causa, comprovar que recebeu salário, registrados em sua Carteira de Trabalho e Previdência Social, dentre outras especificidades, para determina a quantidade de parcelas e valor de cada uma delas.

Além disso, o trabalhador demitido não deve possuir renda própria de qualquer natureza suficiente à sua manutenção e de sua família e não estar em gozo de qualquer benefício previdenciário de prestação continuada.

Outro grupo que tem direito ao benefício do seguro desemprego são os pescadores em época de defeso (meses que os peixes estão reproduzindo e portanto, a pesca é proibida) e os trabalhadores rurais, os quais, se encontravam em condições análogas ao trabalho escravo.

Como Solicitar o Seguro Desemprego 2017

Para quem acabou de perder o emprego, tempo é primordial. Por isso, deve dar entrada ao requerimento para o Seguro Desemprego 2017 da maneira mais rápida possível.

Assim que uma pessoa é demitida, ele deve juntar rapidamente os cacos, as decepções e as mágoas com o antigo trabalho e dar entrada na sua solicitação, marcando o agendamento para a apresentação dos documentos, na sede da Superintendências Regionais do Trabalho e Emprego ou na SINE – Sistema Nacional de Emprego, essas são as duas melhores opções para solicitar o seu benefício.

Para que ele seja aceito, é necessário apresentar uma série de documentos, os quais, comprovam que você está desempregado e não tem uma renda suficiente para sustentar sua família, assim, o Governo deve conceder essa ajuda para você.

Documentos necessário para solicitar Seguro Desemprego

Os documentos que devem ser levados em uma solicitação de Seguro Desemprego são:

  • Um documento de identificação o qual tenha uma foto sua como referência.
  • CTPS, Carteira de Trabalho e Previdência Social independentemente do modelo e do ano que ela seja, pode levar de qualquer maneira
  • Documento de Identificação de Inscrição no PIS/PASEP;
  • Requerimento de Seguro Desemprego / Comunicação de Dispensa impresso pelo Empregador Web no Portal Mais Emprego.

Esses são os documentos básicos, os quais, podem dar entrada ao seu pedido de seguro desemprego e assim, conseguir um período mais tranquilo depois de uma demissão, o que, claro, nem sempre é uma tarefa fácil.

Tabela Seguro Desemprego

O valor que cada pessoa recebe do seguro desemprego, varia conforme era o seu salário, quanto maior era o salário, maior será o seguro desemprego. Sendo proibido por lei o trabalhador desempregado receber menos que um salário mínimo vigente por parcela.

Assim, em um primeiro bloco, estão as pessoas que recebiam mais de R$ 2.268,05 de salário, essas pessoas ganharão parcelas de 1.542,24, invariavelmente. Já quem tinha um salário entre R$ 1.360,71 até R$ 2.268, vai ter uma parcela com o valor acima de 1360,00, multiplicado por 0,5 e com a soma de 1.088,56. O último bloco do cálculo do valor da parcela a ser paga no seguro desemprego é o seguinte, para pessoas que ganham até R$ 1.360,7, multiplica-se o salário médio por 0.8 (80%). Assim, se chega no quanto cada pessoa vai ganhar de seguro desemprego.

É um raciocínio lógico, uma pessoa com salário menor consegue continuar sua vida com um benefício mais baixo, devido ao seu padrão de vida, por isso, pode receber uma parcela de seguro desemprego menor. Agora já quem vive em um padrão de vida mais elevado muito, vai precisar ter um benefício maior, para dar contas de todos os gastos

E vocês, entenderam tudo sobre o seguro desemprego 2017? Tem mais alguma dúvida a respeito desse assunto, a qual, não foi abordada no texto?Caso tenha, não hesite em escrever para nós, no campo de comentários abaixo, qual a sua questão, que respondermos com prazer.

Deixe um comentário